BC determina curso de formação para correspondentes bancários

Recentes decisões conjuntas do Banco Central (BC) deixam claro o risco a que os bancos expõem os clientes quando repassam serviços eminentemente bancários a lotéricas, padarias, mercadinhos e açougues, os correspondentes bancários.

Trata-se de estabelecimentos autorizados a receber e pagar boletos, fazer propostas de abertura de conta corrente, poupança e cartão de crédito, entre outros serviços financeiros. Somam hoje 169 mil em todo o país, segundo dados do BC.

Por determinação do BC, a Associação Brasileira de Bancos (ABBC) está desenvolvendo formas de capacitar os profissionais contra lavagem de dinheiro, além de cursos de educação financeira, produtos, ética, técnica de negociação, riscos da atividade e sua mitigação, legislação e regulação e Código de Defesa do Consumidor. As informações foram publicadas no jornal Brasil Econômico.

A ABBC está estruturando uma certificação para os correspondentes equivalente àquela que a Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais) disponibiliza para os gerentes de bancos.

Os cursos (o primeiro será de combate à lavagem de dinheiro e ao financiamento ao terrorismo) serão dados pela internet e atendem a uma legislação do Banco Central que determina esse tipo de formação para todos os funcionários diretos e terceirizados das instituições financeiras.

O curso mais amplo, que envolve riscos da atividade, está sendo estruturado pela Fundação Instituto de Administração (FIA), da Universidade de São Paulo, e estará pronto dentro de dois meses.

Fonte: Seeb/SP

1 Comentário em BC determina curso de formação para correspondentes bancários

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.




*

WordPress spam blocked by CleanTalk.