Sistema Cresol Sicoper assina contratos na ordem de R$ 143 milhões

17Valores serão direcionados para investimentos de cooperados

O Sistema Cresol Sicoper está fechando o ano de 2021 com novas parcerias financeiras firmadas, as quais visam proporcionar um montante ainda maior de recursos aos cooperados. Os contratos assinados ultrapassam a marca de R$ 143 milhões e serão convertidos em investimentos, empreendimentos, além de compor o capital de giro dos cooperados.

O primeiro convênio foi assinado no dia 07 de dezembro com o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) de Santa Catarina, com recursos da Corporación Andina de Fomento (CAF), também conhecida como Banco de Desenvolvimento da América Latina. O valor firmado é de R$ 55 milhões que serão convertidos em capital de giro e investimentos para pequenos empreendimentos de associados, entre eles, dos ramos de estética, alimentação, prestações de serviços, entre outros.

O segundo convênio foi firmado no dia 09 de dezembro com a Oikocredit, que é uma cooperativa de crédito holandesa, com o objetivo de aumentar o funding das cooperativas, bem como ampliar o leque de opções de novos recursos para liquidez e aplicação. Com a cooperativa foi firmado um convênio de R$ 28 milhões a serem ofertados aos cooperados nas mais diversas operações de crédito, sobretudo envolvendo o agronegócio.

Já o terceiro convênio deverá ser firmado ainda em dezembro com o Grupo Ecoagro que é responsável por desenvolver e estruturar operações financeiras adequadas tanto às necessidades de rentabilidade e segurança de investidores, quanto à demanda de recursos para produtores e empresas rurais, no custeio e comercialização das safras agrícolas. Serão mais de R$ 60 milhões por meio de Certificado de Recebíveis do Agronegócios (CRA) que serão disponibilizados através da emissão de títulos de renda fixa, lastreados pelas operações de crédito agrícolas, e servirá de funding para aplicação de recursos nas mais diversas linhas, entre elas, custeio de atividades agrícolas, capital de giro, aquisição de bens e energias renováveis.

Conforme descreve Nicolas Viedma Cestarolli, Senior Investment Officer no Brasil da Oikocredit, foi feito um primeiro passo na parte financeira da parceria com a Cresol Sicoper, porque a Oikocredit vislumbra outras questões estratégicas. “A Oikocredit trabalha a inclusão financeira, que é o que a Cresol faz. Então ficamos muito contentes porque existe uma convergência de propósitos. No entanto, a Oikocredit traz os objetivos do desenvolvimento sustentável para as suas obrigações, por isso a inclusão financeira é algo muito importante, assim como os temas água, habitação, educação e saúde. Por isso, tudo o que pudermos fazer para facilitar parcerias para que a Cresol Sicoper possa alcançar esses temas, será parte do nosso mandato de trabalho”, descreve Cestarolli. O representante da Oikocredit também destaca que a parceria estabelecida almeja uma transformação social mais ampla, e que a instituição irá cooperar com a Cresol para isso.

A Diretoria Executiva da Central Cresol Sicoper descreve que a iniciativa da Central pela busca de novas parcerias e de funding externo é para beneficiar as cooperativas e, diretamente, os cooperados. São fontes de recursos que proporcionam melhora na liquidez e ampliação na oferta de negócios, bem como incrementam o relacionamento com os cooperados e as receitas do Sistema.

Compartilhe a notícia:
5k
fb-share-icon15000
20
Pin Share20

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.