Unicred João Pessoa realiza incorporação inédita no cooperativismo nordestino

A incorporação envolveu uma cooperativa do Sistema Sicoob.

A Unicred João Pessoa vai incorporar, neste sábado (1º), uma das mais antigas cooperativas de crédito da Paraíba: a Cooperativa dos Empregados das Telecomunicações (Certel). A incorporação será oficializada em uma assembleia geral extraordinária, a partir das 9h, no auditório do Sistema OCB/PB, localizado na Avenida Coremas, no centro da Capital. A operação é inédita no Nordeste, já que envolve cooperativas pertencentes a dois sistemas diferentes (Unicred e Sicoob).

A iniciativa passou por um estudo de viabilidade econômico-financeira, feito pela Unicred Central Norte/Nordeste, e tem a aprovação do Banco Central. Com a incorporação, aproximadamente 500 cooperados ativos da Certel passarão a utilizar os produtos e serviços da Unicred João Pessoa. “O nome Certel não será mais usado, mas a ideologia cooperativista e tudo o que o cooperado tinha acesso lá, ele terá na Unicred João Pessoa”, assegura o presidente da Certel, João Feitoza Neto.

A união da Unicred João Pessoa com a Certel marca um momento histórico no desenvolvimento do cooperativismo nas regiões Norte e Nordeste, segundo o presidente da diretoria executiva da Unicred JP, João Bezerra Júnior. “É a consolidação de um trabalho especial na Paraíba, sobretudo na capital do Estado, que culmina hoje com a integração de duas importantes cooperativas e de dois sistemas diferentes. Nós da Unicred João Pessoa estamos de portas abertas aos cooperados da Certel, oferecendo todos os produtos e serviços, com atendimento personalizado e distribuição de excelentes resultados”, destacou.

A Unicred João Pessoa é a maior cooperativa de crédito da Paraíba, administrando ativos superiores a R$ 550 milhões.

Para André Pacelli, que é presidente do Sistema OCB/PB (Sindicato e Organização das Cooperativas da Paraíba), o apoio da Unicred João Pessoa à Certel mostra a união do setor e incentiva o desenvolvimento do cooperativismo de crédito na região. Fundada há 25 anos, a Certel foi a primeira cooperativa de crédito mútuo da Paraíba e era filiada ao Sicoob, que é o maior sistema de cooperativas de crédito do país.

Privatizações e Déficit

Nos últimos cincos anos, a Certel sofreu um processo de declínio em função de resultados deficitários. Conforme João Feitoza Neto, presidente da cooperativa, os prejuízos começaram após a privatização das telecomunicações no Brasil. “A cooperativa funcionou muito bem e foi rentável durante 20 anos. Depois da privatização, houve um esfacelamento, foram criadas várias empresas terceirizadas e isso baixou o padrão de vida dos cooperados. Houve demissões, baixa nos salários, o que gerou inadimplência na cooperativa”, explica João Feitoza Neto.

Segundo ele, a incorporação evitou um processo de autoliquidação da Certel. “Os dirigentes chegaram à conclusão de que era preciso buscar a incorporação. Como o Sicoob não tinha cooperativa de livre-admissão (aberta a associados a diversas origens e atividades) na Paraíba, procuramos a Unicred JP, que hoje é a maior cooperativa de crédito do Nordeste e está entre as maiores do país”, destacou João Feitoza Neto.

A Unicred João Pessoa ressalta que “não há previsão de quaisquer prejuízos para a cooperativa, uma vez que os recebíveis e o patrimônio líquido são suficientes para cobrir os resultados deficitários que a Certel apresentou nos últimos anos”. A Certel tinha como cooperados empregados de empresas de telecomunicações de quase todos os estados do Nordeste.

Fonte: Paraíba Cooperativo

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.




*