Crédito é tema de encontro entre BNDES e Centrais Cresol

BNDES visitou propriedades de associados para conhecer financiamentos disponibilizados pela Cresol através do Pronaf

Representantes da Secretaria de Gestão da Carteira Agropecuária (SEAGRI) do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) realizaram nesta quarta-feira (22 de setembro), em Chapecó – Santa Catarina, um encontro com dirigentes e colaboradores das duas Centrais Administrativas da Cresol (Cresol Central SC/RS e Cresol Baser) para tratar sobre a gestão e os controles utilizados pela Cresol nas operacionalizações de recursos oriundos do BNDES. Além disso, a comitiva realizou nos dias 21 e 23 visitas à propriedades rurais para conhecer os financiamentos disponibilizados pela Cresol através do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF). Foram visitadas famílias de agricultores em Sarandi – Rio Grande do Sul e em Chapecó – Santa Catarina.

O BNDES apresentou um novo formato de controle que a Cresol precisará se adaptar para continuar acessando o Pronaf com recursos do BNDES”, descreve o Diretor Presidente da Cresol Central SC/RS, Egon Gabriel Junior. Ele ressalta que a vinda desta comitiva demonstra a importância da Cresol na operacionalização das linhas de crédito, em especial do Pronaf. Somente na Safra 2009/2010, a Cresol Central SC/RS operacionalizou através deste Programa mais de R$ 70,6 milhões em operações de custeio e outros R$ 106,2 milhões em operações de investimento.

O Chefe do SEAGRI, William George Lopes Saab, descreve que o objetivo do BNDES é ter uma maior simetria de informações para melhorar a gestão das carteiras de crédito agropecuário operado pelo Banco. “Há uma série de renegociações que foram feitas no âmbito das carteiras de crédito agropecuárias dos agentes financeiros e, para dotar essa carteira de um maior controle e verificar e induzir as apropriações corretas, é que temos feito reuniões com os agentes financeiros como a Cresol, que atua com destaque no Pronaf”.

O SEAGRI tem como objetivo normatizar o crédito rural para todos os programas agropecuários, inclusive o Pronaf. Em função disso, solicitou visitas técnicas com o objetivo de verificar as aplicações do crédito disponibilizados pela Cresol através do Pronaf, e como isso reflete na vida e no desenvolvimento das atividades dos agricultores. Saab descreve que foi possível verificar claramente que as propriedades familiares no momento em que recebem assistência técnica em termos de extensão rural e o crédito do Pronaf, elas realmente utilizam em prol da produção de hortaliças, fruticultura, grãos, leite. “É uma grande satisfação perceber que o crédito propiciou àquela propriedade rural e àquela família uma melhoria na qualidade de vida e ainda proporciona desenvolvimento ao município. E isso demonstra uma correlação muito grande com os próprios objetivos do Pronaf e também do BNDES, que é proporcionar desenvolvimento”, finaliza.

A comitiva do SEAGRI esteve representada pelos Economistas Bruno Martarello de Conti e Fabio Brenner Rottmann; pelos Contadores Barbara de Souza Galvão e Francisco Nogueira de Barros Lima; pelos Gerentes Geraldo Smith, Romulo de Souza Pires Filho e Tiago Luiz Cabral Peroba; pelos Chefes de Departamento Eriksom Teixeira Lima e Carlos Alberto Vianna Costa; pelo Assessor de Área Claudio Cezar Carvalho de Almeida; pelo Assessor do Presidente do BNDES Edgard Pontes Poubel; e pelo Chefe da SEAGRI, William George Lopes Saab.

Fonte: Cresol

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.




*