Cresol cresce 30% no último ano

A Cresol está comemorando um dos melhores anos da sua história e se consolidando como uma das maiores cooperativas de crédito do Brasil. A instituição financeira fechou o balanço 2021 com um crescimento recorde de 30% em meio à pandemia e um salto em tecnologia, contratações de pessoas, adesão de cooperados e na expansão geográfica.

O plano de crescimento foi acelerado durante a pandemia com o investimento em tecnologia e em pessoas. Em 2021, foram abertas 77 agências e a expansão deve seguir em ritmo forte nos próximos anos.

Hoje, a Cresol está presente em 17 Estados com 682 agências, 680 mil cooperados e um patrimônio de referência de R$ 2,03 bilhões. A cooperativa fechou o ano de 2021 contando com R$ 299 milhões de resultado financeiro e movimentou R$ 16,8 bilhões em ativos; outros R$ 7,2 bilhões em depósitos totais e carteira total de R$ 13,02 bilhões, sendo R$ 6,5 bilhões em repasses de crédito rural/empresarial e R$ 6,52 milhões em crédito comercial. Neste período, foram creditados R$ 43,5 milhões de juros ao capital social dos cooperados.

“A pandemia foi o divisor de águas para a Cresol. Tivemos um incremento de 30% nos nossos negócios. O incentivo do plano agrícola e o aumento de recursos para as pessoas físicas foram nossos principais diferenciais. O fato de sermos um sistema cooperativo faz com que uma das nossas grandes expertises, que é o relacionamento, seja uma das peças fundamentais para este crescimento. Mais de 50% do nosso resultado positivo foi por responsabilidade de gerir bem as nossas pessoas, de conhecer nossos clientes, nossos cooperados”, avalia Adriano Michelon, diretor superintendente da Cresol.

Temas como ESG e crédito em um ano de Copa de Mundo, remetem a um ano ainda mais promissor para a cooperativa. Adriano considera que em 2022, a Cresol se consolide como a terceira maior instituição financeira cooperativa do Brasil.

O diretor superintendente Adriano Michelon avalia que a cesta de serviço vai dar uma tracionada nos próximos anos e prevê uma injeção de recursos do governo veiculada à agricultura, o que deve estimular a economia.

Além disso, o marco regulatório da geração de energia deve impulsionar os negócios relacionados à energia renovável, alavancando centenas de linhas de crédito. Somente em 2021 a Cresol concedeu R$ 119 milhões em mais de 1400 operações para empreendimentos sustentáveis.

Compartilhe a notícia:
5k
fb-share-icon15000
20
Pin Share20

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.