Por que escolher uma cooperativa financeira ao invés de um banco?

O objetivo principal das cooperativas sempre foi  promover o desenvolvimento econômico e social dos seus cooperados, proporcionando  serviços financeiros a custos inferiores em relação aos do sistema financeiro bancário tradicional.

As cooperativas financeiras (ou cooperativas de crédito) oferecem praticamente os mesmos serviços que os bancos – conta corrente, cartões de crédito e débito, poupanças e outras aplicações, linhas de crédito, etc.

Além disso, os cooperados também contam com o Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito(FGCoop), que assegura créditos de até R$ 250 mil, por CPF, CNPJ, em caso de intervenção ou de liquidação extrajudicial de cooperativas.

De acordo com o Banco Central, a efetiva participação dos associados, comparecendo às assembleias e participando do dia a dia das cooperativas, constitui fator primordial para aprimoramento ainda maior desse importante veículo de acesso a serviços financeiros pela população brasileira.

CONHECENDO AS PRINCIPAIS DIFERENÇAS

Acompanhe o infográfico com as diferenças entre bancos e cooperativas financeiras e veja asvantagens  em se associar a uma cooperativa deste ramo e #VemCooperar:

Diferença entre Bancos e Cooperativas Financeiras

No Brasil cerca de 8 milhões de pessoas, (esse número não para de crescer a cada ano) já sabem o que é cooperativismo financeiro e quais os benefícios de se associar a uma cooperativa do ramo e de usufruir de seus produtos e serviços, que não deixam a desejar em nada dos oferecidos pelos bancos tradicionais. Embora ofereça os mesmos produtos e serviços de um banco comercial, uma cooperativa financeira é uma sociedade de pessoas, e não de capital, por isso não visa ao lucro. Sendo assim, os associados têm acesso a tarifas e taxas de juros diferenciados nas operações financeiras, além departiciparem das decisões e dos resultados econômicos (sobras) da instituição, ao final de cada exercício.

As instituições financeiras cooperativas já formam a segunda maior rede de atendimento de serviços bancários do país, somando mais de 5 mil pontos de atendimento em mais de 40% dos municípios brasileiros. As cooperativas também cumprem um importante papel social, colocando em prática o 7º princípio cooperativista – Interesse pela Comunidade, apoiando ações da comunidade em que atuam e realizando a retenção e aplicação dos recursos de poupança no próprio município, gerando emprego e renda contribuindo para o desenvolvimento local.

1435604821

Outro ponto atrativo na associação à uma cooperativa está na participação que o sócio possui dentro da instituição. Essa participação é dividida de duas formas:  a primeira é a participação através do voto. Todos os associados, independentemente do valor aportado em cotas possuem o mesmo peso de participação nas decisões da cooperativa, ou seja, cada um tem direito a um voto. A outra forma é aparticipação do associado na distribuição dos resultados (sobras), que acontece proporcionalmente à movimentação financeira do cooperado, ou seja, quem contribui mais recebe mais.

Porém, é nas taxas que as cooperativas de crédito ganham espaço e maiores chances de adesão da população, o acesso fácil e rápido a linhas de crédito com juros melhores do que os praticados no mercado são atualmente os principais motivos de associação por parte do cooperado.

Confira no infográfico abaixo o percentual  de associados frente à população dos estados brasileiros. O destaque no número expressivo  do estado de Santa Catarina se da através  da cidade de Blumenau onde, dos 330 mil habitantes, 148 mil são associados a uma cooperativa financeira, representando 45% da população, consagrando este como o maior case de sucesso do país em grandes centros urbanos. 

Fonte: Blog Verbo Cooperar

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.




*

WordPress spam blocked by CleanTalk.