Portal do Cooperativismo Financeiro Sicredi RS/SC apresenta balanço do 1º semestre do Plano Safra 2015/2016 - Portal do Cooperativismo Financeiro

Sicredi RS/SC apresenta balanço do 1º semestre do Plano Safra 2015/2016

Foto Casa Sicredi ExpodiretoO Sicredi RS/SC registrou no 1º semestre do Plano Safra 2015/2016 crescimento, fechando com um volume total acima dos R$ 2,78 bilhões em crédito liberado. Dentre as modalidades o Custeio cresceu 13% (representando 81,3% das operações, neste período), as demais (comercialização e investimento) somaram mais de R$ 513,88 milhões. “Este resultado é o reflexo da nossa atuação direta e responsável juntos os associados”, pondera Gerson Seefeld, diretor executivo da Central Sicredi Sul.

O valor total disponibilizado soma R$ 5,65 bilhões em crédito rural. O valor representa 21,51% a mais do que o aportado no ano anterior. Do montante, 4,45 bilhões foram destinados para custeio, comercialização e investimento em linhas do Pronaf, do Pronamp, e voltadas aos demais produtores. Os R$ 1,2 bilhão restantes foram destinados para operações com o BNDES nos mercados gaúcho e catarinense. “No Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, observou-se comportamento similar ao movimento nacional do Sicredi, com crescimento nas operações de custeio e redução do volume destinado à comercialização e investimento”, avalia Seefeld.

Veja, na tabela abaixo, as liberações de crédito (entre julho e novembro de 2015), por operações.

“O atendimento ao micro, pequeno e médio produtor gaúcho e catarinense, segue bastante representativo, correspondendo a 39% do volume total liberado para o RS e SC”, explica do diretor executivo. Em comparação à safra passada, o valor destinado a este segmento está levemente inferior. Já o volume liberado nas operações contratadas no âmbito do PRONAMP teve crescimento de 10%. Para os grandes produtores, se manteve o nível de atendimento.

planilha Sicredi

As liberações do Sicredi, exclusivamente, no Rio Grande do Sul, representam 97% do total liberado pela Central Sicredi Sul. Abaixo segue o demonstrativo dos números:

planilha Sicredi RS

MERCADO NACIONAL

Na safra atual (2015-2016), entre julho e dezembro/15 (quando fechou a operação do 1º semestre do exercício), o Sicredi liberou no Brasil, R$ 5,4 bilhões para o Crédito Rural, divididos em operações de custeio, comercialização e investimento. “O maior volume deste total foi registrado ao custeio, cuja a liberação ficou acima dos R$ 4,3 bilhões, 2% acima do liberado no 1º semestre da safra anterior (2014-2015), quando o recurso à disposição era de R$ 4,2 bilhões”, explica Gerson Seefeld, diretor Executivo da Central Sicredi Sul.

Entretanto, o volume aplicado nas operações de comercialização e investimento foi inferior ao da safra 14/15. Até dezembro foram liberados R$ 224,4 milhões para comercialização e R$ 882,6 milhões para investimento, com redução de 28% e 24%, respectivamente, na comparação com o mesmo período do exercício de 2014-2015.

Esse comportamento, que já ocorreu na safra 14/15 e pode ser explicado, em parte, pelo cenário positivo para a comercialização das commodities, cujo preço tem sido beneficiado pela desvalorização cambial, reduzindo a necessidade de financiamento e (tabela 2) pela retração dos investimentos, influenciada pela piora no cenário econômico nacional. Além disso, num ambiente de maior limitação dos recursos para o Crédito Rural, o direcionamento tem sido a manutenção do financiamento ao custeio. Veja o comparativo do volume liberado pelo Sicredi no 1º semestre das safras 2014/15 e 2015/16.

Numa visão por porte de produtor, o atendimento ao pequeno e médio produtor permanece sendo o foco do Sicredi. “Os volumes destinados ao PRONAF e ao PRONAMP apresentaram crescimento de 3% e 25%, respectivamente. O financiamento ao grande produtor apresentou queda de 18% até o momento”, ressalta Seefeld. Na tabela abaixo, mostramos os volumes destinados por programa:

planilha Sicredi Mercado Nacional

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.




*

WordPress spam blocked by CleanTalk.