“Serviço local, bem global” é tema do Dia Internacional do Cooperativismo de Crédito

Objetivo é demonstrar o impacto positivo das cooperativas de crédito na economia mundial

Celebrado na terceira quinta-feira de outubro, o Dia Internacional do Cooperativismo de Crédito (DICC / ICU Day, em inglês) é promovido pelo Conselho Mundial de Cooperativas de Crédito (World Council of Credit Unions – Woccu) para divulgar o trabalho desenvolvido pelas cooperativas de crédito, aumentando a conscientização sobre sua importânciaeconômica e social e, consequentemente, o apoio ao movimento cooperativo. Em 2014, a comemoração está marcada para o próximo dia 16 com o tema “Serviço local, bem global”.

No Brasil, a campanha terá adesão por parte da Central Sicredi PR/SP/RJ, que promoverá, por meio do Projeto Mais Árvores, o plantio de 11 mil mudas nativas nos três estados de atuação. Além disso, jornalistas dessas regiões vão conhecer o Centro Administrativo do Sicredi, em Porto Alegre, e o berço do cooperativismo de crédito no Brasil, que fica em Nova Petrópolis (RS). Todas as ações serão registradas nas redes sociais, com a utilização de “hashtag” #ICUDay.

De acordo com dados do Woccu, 57 mil cooperativas de crédito estão presentes em 103 países e 208 milhões de pessoas celebrarão a data em todo o mundo. Os ativos totais das instituições financeiras cooperativas que fazem parte do Woccu movimentaram, em 2013, cerca de US$ 1,5 trilhão. Neste ano, Manfred Dasenbrock, presidente da Central Sicredi PR/SP/RJ e da Sicredi Participações S.A., foi nomeado secretário geral da entidade – primeiro brasileiro a ocupar o cargo.

No Brasil, a Organização das Cooperativas do Brasil (OCB) contabiliza, com base em números de 2013 do Banco Central – incluindo cooperativas ligadas ao Sistema OCB, mais de 7 milhões de associados, 1.154 cooperativas de crédito com 4.959 pontos de atendimento espalhadas pelo País, gerando mais de 45 mil empregos. Elas movimentaram R$ 117,2 bilhões de ativos e R$ 55 bilhões em depósitos.

Inserido nesse contexto, o Sicredi, instituição financeira cooperativa com mais de 2,8 milhões de associados, tem contribuído para o crescimento sólido e sustentável do cooperativismo de crédito e investimento. Em 2013, os ativos totais do Sistema atingiram R$ 38,4 bilhões e as sobras geradas totalizaram R$ 803,3 milhões. O Sicredi encerrou o primeiro semestre de 2014 com R$ 43,7 bilhões em ativos e 1.306 pontos de atendimento em 11 Estados brasileiros.

As cooperativas de crédito incentivam o empreendedorismo, criam oportunidades de negócio e promovem o crescimento, a educação e o fortalecimento das localidades em que estão presentes. “O objetivo principal do cooperativismo de crédito e investimento é agregar renda aos associados e à comunidade na qual está inserido. Assim, é possível promover um crescimento sustentável“, argumenta Dasenbrock.

 

As principais diferenças entre Cooperativas de Crédito e Investimento e os bancos tradicionais

Uma cooperativa de crédito e investimento é uma sociedade de pessoas enquanto um banco é uma sociedade de capital. As cooperativas, que oferecem os mesmos serviços e soluções financeiras de um banco tradicional, são de propriedade conjunta, destinadas à captação de recursos para financiar as atividades dos associados, administração de suas poupanças e prestação de serviços próprios de uma instituição financeira. Enquanto os bancos são de propriedade de investidores para atuar no segmento de intermediação financeira e prestação de serviços bancários.

Os bancos visam obter lucro e as cooperativas prestam serviços com a finalidade de atender às demandas dos associados e agregar renda às suas atividades e comunidades nas quais estão inseridas.

Numa cooperativa de crédito e investimento, o resultado é chamado de “sobras”, enquanto que num banco é chamado de “lucro”. Mas a grande diferença é que nas cooperativas as sobras são proporcionalmente distribuídas levando em conta o volume das operações que cada associado praticou durante o ano. Já nos bancos, o lucro é distribuído aos sócios/acionistas na proporção do capital investido, sem levar em conta o volume das operações de cada um. Numa cooperativa de crédito e investimento, as decisões são compartilhadas e o que a maioria decide pelo voto durante as assembleias, é realizado pela sociedade. Um sócio é igual a um voto, todos têm os mesmos direitos e obrigações.


Sobre o Sicredi – O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa com mais de 2,8 milhões de associados e 1.306 pontos de atendimento, em 11 Estados* do País. Organizado em um sistema com padrão operacional único conta com 101 cooperativas de crédito filiadas, distribuídas em quatro Centrais Regionais – acionistas da Sicredi Participações S.A. – uma Confederação, uma Fundação e um Banco Cooperativo que controla uma Corretora de Seguros, uma Administradora de Cartões e uma Administradora de Consórcios. Mais informações no site sicredi.com.br.

* Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Tocantins, Pará, Rondônia e Goiás.

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.




*

WordPress spam blocked by CleanTalk.