“Os Cooperados Significam Tudo”, por Paula Venturin

Não há dúvidas que o maior patrimônio de uma organização cooperativa seja seus cooperados, o que justifica porque o slogan escolhido para registrar o propósito do Dia Internacional das Cooperativas de Crédito deste ano tão especial foi “Os Cooperados Significam Tudo”. Imprescindíveis, eles são a razão de ser de uma cooperativa, seja ela de qual ramo for.

Promovido pela WOCCU (World Council of Credit Unions que, em português, significa Conselho Mundial das Cooperativas de Crédito) esta data celebrada tradicionalmente na 3ª quinta-feira do mês de outubro, propõe que todos aqueles que fazem parte desse movimento compreendam seu papel e propaguem a importância que tem a união na realização de sonhos e objetivos em comum.

Não se trata apenas de relembrar o passado, de homenagear os pioneiros de Rochdale que, em resistência às dificuldades advindas com a Revolução Industrial, fundaram a primeira organização cooperativa que a história moderna registrou. O significado desta data nos remete à nossa própria essência.

Independentemente da constituição das convenções que foram adotadas para a vida em sociedade ao longo dos anos, o ser humano tem forte instinto gregário e, como afirma o filósofo Aristóteles, “o homem é um ser social” que precisa de outros para viver sua plenitude. Cooperar com seu semelhante é da natureza de sua espécie. Sem a figura do “outro”, não haveria linguagem, não haveria cultura, não haveria nada daquilo que conhecemos. Tudo o que somos, aonde estamos e para onde vamos, advém das experiências – derrotas e sucessos – de nossos antepassados. Isto reforça a importância de se construir um grande futuro, a partir do momento presente.

Portanto, compreender a importância das cooperativas de crédito – e saber como elas transpassaram os séculos unindo e aproximando as pessoas – é recuperar um fragmento de nossa humanidade ante a contradição do capitalismo globalizado que faz diferentes culturas e mercados parecerem fronteiras tão tênues ao mesmo tempo em que isola os indivíduos com a grande ilusão da autossuficiência.

*Paula Venturin é bacharel em Comunicação Social (Jornalismo) e Assessora de Comunicação na cooperativa de crédito Sicoob Cocred.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.




*

WordPress spam blocked by CleanTalk.