Portal do Cooperativismo Financeiro Prazo para compensação de cheques cai pela metade - Portal do Cooperativismo Financeiro

Prazo para compensação de cheques cai pela metade

Quantias inferiores a R$ 299 serão compensadas em até dois dias úteis, e não mais em quatro; prazo para cheque acima de R$ 300 passa de dois para um dia útil

SÃO PAULO – A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) anunciou nesta segunda-feira, 18, que o prazo para compensação de cheques de valores inferiores a R$ 299 será de dois dias úteis e para os cheques de acima de R$ 300, um dia útil. Anteriormente, os prazos eram de quatro e dois dias, respectivamente.

Segundo a Febraban, a nova regra vale para o território nacional e pretende amenizar as diferenças regionais, já que em locais de difícil acesso os cheques poderiam levar até 20 dias úteis para serem compensados. A redução do prazo para a compensação faz parte do conjunto de procedimentos relacionados à troca de cheques por dinheiro e estava prevista desde 20 de maio.

À época, os bancos começaram a trabalhar com a Compensação Digital por Imagem, processo pelo qual o banco captura a imagem e as informações do cheque por meio de código de barras.

Isso evita o trajeto físico do cheque e elimina a possibilidade de clonagem, extravio, perda ou roubo, de acordo com diretor adjunto de Serviços da Febraban, Walter Tadeu de Faria. “Esperamos uma forte redução na clonagem e falsificação nos cheques que proporcionaram, em 2010, um prejuízo estimado em R$ 1,2 bilhão para o comércio e de R$ 283 milhões para os bancos.”

Fonte: Estadão

1 Comentário em Prazo para compensação de cheques cai pela metade

  1. Infelizmente não é bem assim. O sistema de compensação de cheques por imagem ao contrario do que se esperava está dando um “baile” em todas as instituições financeiras, são muitos problemas com as trocas de arquivos e com as imagens de péssima qualidade, dificultando o reconhecimento de assinaturas, valores e até facilitando muito a falsificação e adulteração de cheques. Adicionalmente gostaria de deixar uma pergunta: Porque o Brasil investiu milhões para implantar ou melhorar um sistema de compensação de cheques, se a tendência mundial é a eliminação de modelo de pagamento? A quem interessa isso?
    Nauder Alves.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.




*

WordPress spam blocked by CleanTalk.