Portal do Cooperativismo Financeiro Fusões e Incorporações são soluções cada vez mais procuradas pelas cooperativas - Portal do Cooperativismo Financeiro

Fusões e Incorporações são soluções cada vez mais procuradas pelas cooperativas

Para o futuro do cooperativismo a ordem é ganhar força, competitividade e sustentabilidade.

Desde quando se apresentaram como saída à sobrevivência das cooperativas diante do acirrado mercado financeiro, as fusões e incorporações nnca mais saíram de moda. Muito pelo contrário, mantiveram-se na crista, fizeram escola, são tendências e tudo leva a crer que será o caminho a ser trilhado por muitos anos no cooperativismo de crédito.

Nos últimos anos o Sistema Sicoob tem sido palco de casos de sucesso que evidenciam os bons resultados do Sistema. O presidente do Sicoob Central ES, Bento Venturim, entende que é hora de aproveitar os bons ventos. “O melhor momento para se pensar em incorporação e fusões é na fase de bonança, em que não somos obrigados a nos precipitar, em que podemos fazer simulações e projetar passo a passo a operação“, acredita.

O Sicoob Central Crediminas tem um jeitinho todo especial de tratar o assunto. Lá não se fala em fusões ou incorporações, e sim em aglutinações.

Entre as maiores cooperativas de crédito do país várias já participaram de processos de união, incorporações ou fusões:

  • A Sicoob Credicitrus em 2007 incorporou outras duas no interior paulista que enfrentavam dificuldades;
  • A Sicoob Cocred também já incorporou uma cooperativa do Sicredi em Sertãozinho;
  • A Sicredi Pioneira RS já integrou-se com a Sicredi Feevale em 2009 e em julho/10 com a Sicredi Caxias do Sul RS
  • A Sicredi União PR é fruto da união de 3 cooperativas no Paraná, entre elas a Sicredi Maringá.
  • A Sicoob Credicom uniu-se à Unicred-BH, criando a maior cooperativa de crédito de saúde do país. Cresceu ainda mais com as incorporações das Unicred´s Montes Claros, Vale do Aço e Inconfidentes. Incorporou também a Sebraecoop.

Assinar a papelada que consolida o matrimônio entre cooperativas é apenas o último passo. Antes de tudo, é indispensável planejar as ações de comunicação, a integração dos cooperados e os cursos e treinamentos, além de uma forte disposição ao diálogo. Essa é a receita básica para que a fusão ou incorporação transcorram naturalmente. “Cooperados e funcionários devem estar cientes de que a mudança é para melhor. E não basta dizer isso, é preciso provar que é verdade“, aconselha Raul Huss de Almeira, presidente da Sicoob Credicitrus.

Fonte: Sicoob

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.




*

WordPress spam blocked by CleanTalk.