Portal do Cooperativismo Financeiro Redes de Cooperação - Negociação de Milhões - Portal do Cooperativismo Financeiro

Redes de Cooperação – Negociação de Milhões

A Revista Amanhã publicou um caderno especial falando sobre “Desenvolvimento em Rede” e uma das matérias publicadas fala das Cooperativas de Crédito ligadas ao SICREDI. Segue abaixo a matéria.

Se organizar pessoas em torno de uma cooperativa não é um processo simples, aglutinar centenas de cooperativas que somam mais de 1 milhão de associados é ainda mais complexo. O sucesso nesta tarefa um tanto complicada é um dos segredos do crescimento do SICREDI, que congrega 1,6 milhão de associados em 128 cooperativas de crédito no país, com mais de 1,1 mil pontos de atendimento. A meta é chegar a nada menos que 6 milhões de associados em todo o país até 2015. Embora não faça parte do programa governamental Redes de Cooperação, o SICREDI é, de longe, a maior rede de pessoas jurídicas do Rio Grande do Sul.

Resumindo a intrincada estrutura societária do sistema: os associados são os donos de dezenas de cooperativas, que formam cinco centrais em diferentes regiões do país. Essas centrais controlam a holding SICREDI Participações, dona do Banco SICREDI S.A., da prestadora de serviços Confederação SICREDI, de outras empresas controladas e ainda de uma fundação.

Somente a Central SICREDI Sul, a maior das 5 centrais, integra 58 cooperativas de crédito, com 552 pontos de atendimento e pouco mais de 1 milhão de associados no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. “A central faz supervisão das cooperativas e presta contas ao BACEN. Fiscaliza o processo de atendimento, a estrutura administrativa e os atos de gestão. Além disso, confere se as Unidades de Atendimento estão adequadas às exigências de limpeza e layout”, explica Gerson Seefeld, vice-presidente da Central SICREDI Sul.

Outra responsabilidade da Central é prestar consultoria às associadas, ajudá-las a estruturar o planejamento, oferecer treinamento e qualificação aos colaboradores e gestores. Para Seefeld, esse é um trabalho que estimula a expansão de cada cooperativa e, em consequência, de todo o sistema. De outubro de 2008 à outubro de 2009, o bolo de ativos administrados pelo SICREDI no RS e SC cresceu 7%, atingindo 7,1 bilhões.

Controlado pela Holding que reúne todas as Cooperativas, o Banco SICREDI S.A. desempenha papel chave na unificação do sistema. É por meio dessa instituição que são executadas, por exemplo, as estratégias de mídia. Todas as cooperativas devem oferecer os mesmos serviços financeiros providos por esse banco, que assim como os concorrentes também capta recursos no mercado.

Por ter como objetivo atender às cooperativas que o controlam, e não o lucro por si só, muitas vezes o Banco SICREDI oferece aos cooperados taxas menores, além de repassar às próprias cooperativas de crédito o excedente, que é distribuído aos associados. Ainda há a Confederação SICREDI, prestadora de serviços e produtos como softwares, e que, por não visar lucro, ajuda a reduzir custos e dar unidade ao conjunto.

Fonte: Revista Amanhã

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.




*

WordPress spam blocked by CleanTalk.